As principais dúvidas sobre a gestação

17/08/2017 - Dra. Marcela Noronha


A gestação é um momento mágico! Mas junto com ela surgem muitas dúvidas na cabeça das futuras mamães sobre os hábitos permitidos ou não durante esse período e também muitas curiosidades. Este artigo vai tratar exatamente das principais delas.

Vale ressaltar que, em caso de dúvidas, sempre procure seu médico. :)

Como contamos as semanas de gestação?

A gestação começa a ser contada a partir do primeiro dia de sangue vivo da última menstruação e tem a duração de 40 semanas.

Gestante pode fazer atividade física?

Sim. Com a permissão do seu médico as atividades físicas são recomendadas, ajudam na adaptação do corpo e promovem bem estar, porém evite exercícios de impacto.

Se você já tem o costume de praticar atividades físicas e sua gestação está se desenvolvendo sem problemas, mantenha sua prática de esportes habitual.

Se você não tem o costume de realizar esportes, mas gostaria de começar, opte por caminhadas leves ou uma hidroginástica após a liberação médica.

O que a gestante pode comer?

Sua dieta deve ser equilibrada e conter frutas, verduras, carnes e carboidratos. Tente se alimentar de 3/3 horas e beber muita água. Lanchinhos saudáveis na bolsa sempre são uma boa opção, como castanhas, damasco ou ameixa seca.

Aumente sua ingestão de alimentos ricos em cálcio, como leite e derivados, já que a demanda deste elemento durante a gestação aumenta em 50%.

Tente não comer alimentos crus fora de casa ou em lugares não confiáveis para evitar o risco de contaminação.

Preciso comer por dois?

Não. Durante a gestação, o gasto calórico vai aumentar em torno de 10% apenas, então não se pode sair por aí comendo tudo o que der vontade e sem limite de quantidade. O segredo é comer alimentos de qualidade, aumentando um pouquinho à quantidade e mantendo uma frequência de 3/3 horas para evitar hipoglicemias.

Quantos quilos eu vou ganhar na gestação?

Se você está dentro dos limites de peso e tem uma gestação única e saudável é esperado um ganho de peso que varie entre 9 e 13 kg até o final das 40 semanas.

Porque o ácido fólico é tão importante?

O ácido fólico é uma vitamina que ajuda no desenvolvimento do sistema nervoso central do bebê e previne em 50% malformações, como mielomeningocele (espinha bífida) ou anencefalia (ausência de cérebro).

A recomendação é que o uso do ácido fólico seja iniciado três meses antes de se iniciarem as tentativas de gravidez, para que o corpo da mãe tenha estoque desta vitamina e o bebê tenha a quantidade necessária para auxiliar no desenvolvimento adequado do sistema nervoso central, diminuindo o risco de malformações.

O ácido fólico normalmente é mantido até a 24ª semana gestacional, quando o sistema nervoso central já está bem formado.

Preciso tomar ferro na gestação?

O ferro é o único nutriente cujas necessidades não podem ser supridas de forma satisfatória somente com a dieta, por isso é recomendável a sua suplementação na gestação conforme a recomendação do seu médico.

Quando dá para ouvir o coração do bebê?

Com seis semanas de gestação normalmente já é possível ouvir o coração do bebê através do ultrassom transvaginal e a média da frequência cardíaca nesse período é de 150 batimentos por minuto.

Quando vou saber se é menina ou menino?

A partir da 8ª semana é possível fazer um teste sanguíneo chamado sexagem para saber se seu bebê é menino ou menina. Nesse exame é detectada a presença ou ausência do cromossomo Y no sangue da mãe e, normalmente, não é coberto pelos convênios.

A partir da 12ª semana de gestação (3 meses) já é possível ter uma boa ideia de qual será o sexo do bebê através do ultrassom, mas às vezes o bebê não está em uma boa posição na hora do exame e a curiosidade permanecerá no ar até o próximo ultrassom. 

cadastre-se

receba nossos conteúdos por e-mail.

veja também

Consequências do desfralde precoce

saiba mais

A importância de escovar os dentes das crianças

saiba mais

Qual a melhor mochila para ir à escola?

saiba mais

Kit Praia: o que não pode faltar na sua mala!

saiba mais

Teste do olhinho (reflexo vermelho): saiba tudo

saiba mais

Como e quando enrolar o bebê na manta

saiba mais

©2020 - Dra. Marcela Noronha - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por