A cruel realidade por traz das palmadas e agressões

15/07/2019 - Dra. Marcela Noronha


Só um tapinha para fazê-lo obedecer! Será que as palmadas são a solução?

Diversos estudos apontam que os castigos físicos não têm NENHUM resultado positivo, NUNCA! À longo prazo, os efeitos dos castigos físicos sobre a saúde mental são catastróficos, aumentando o índice de depressão, stress, ansiedade, baixa autoestima, uso de drogas e até diminuição no índice de Q.I.

Os pais batem porque acham que é efetivo, e realmente pode existir alguma eficácia a curto prazo. Porém, se o seu filho não obedecer, o que você fará a seguir? Baterá mais forte? Agora, se ele obedecer, provavelmente estará fazendo por medo.

Bater cria distanciamento, falta de cumplicidade, medo, quebra de confiança e hostilidade. É isso que você quer ensinar para os seus filhos? É esse o exemplo a ser dado?

No Brasil, é ilegal bater nos filhos desde 2014, após a aprovação da “Lei da Palmada”. Isso é um ganho imenso para a população, mas ainda falta muita conscientização sobre o assunto.

Não bater não significa deixar seus filhos fazerem o que quiserem, do jeito que bem entenderem. Existem formas de conseguirmos cooperação sendo firmes e gentis ao mesmo tempo, respeitando a criança e conseguindo controle das situações sem brigas de poder ou opressão.

Se você tem interesse sobre técnicas de educar sem coerção, acesse os textos a seguir com dicas de comportamento:

Como conseguir a cooperação das crianças em 3 passos

Como fazer para que meu filho tenha boas atitudes?

Você sabe por que os castigos e as punições não funcionam?

cadastre-se

receba nossos conteúdos por e-mail.

veja também

Cantinho do castigo ou da tranquilidade?

saiba mais

Pode ou não pode beijar os filhos na boca?

saiba mais

Elogios: será que sempre são bons?

saiba mais

Rotina: descubra todos os benefícios

saiba mais

Por que é tão importante confiar nas nossas crianças?

saiba mais

Jantar em família: conheça todos os benefícios

saiba mais

©2020 - Dra. Marcela Noronha - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por